segunda-feira, 16 de março de 2009

Sonhos


Quem o autorizou a entrar nos meus sonhos?
Assim, na calada da noite.
Enquanto eu sonho acordada você está sempre presente, já sei, já me conformei.
Mas em meus sonhos noturnos, quando quero sossego?
Quando estou de pijama, sem maquiagem, sem salto, sem perfume?
De noite, quando tudo o que eu quero é um pouco de paz?
Quando tudo o que eu quero é esquecer que você existe, para lembrar um pouco que eu existo também?
Aparecer em meus sonhos... Ah, quanta ousadia!
Se ao menos você pudesse também, aparecer ao vivo e em cores, nem que fosse uma vez por semana...

5 comentários: