segunda-feira, 23 de março de 2009

Segunda-Feira é F%#@!!! Fogo!


TELEFONE

A minha cabeça está cheia
De histórias inteiras
E de palavras soltas
Além de números de telefone
E senhas mil
E caminhos, roteiros
Para lá e para cá

Está cheia ainda
De datas e dados
E outras coisas que não posso
Jamais esquecer

Mas o telefone toca
(E como toca!)
Diriam alguns: é para isto que serve, afinal
Sinal de que não tem problemas de fabricação

Eu, cá comigo, penso
Tem o defeito de servir e funcionar
Tocando sem parar
E nem deveria se chamar telefone
Mas sim, "insolente"
Com seu toque estridente
E sua mania intransigente
De me manter acessível para o mundo

Enquanto os meus fragmentos
Clamam por atenção exclusiva
Um pouco de ordem
E quem sabe até... Paz...

3 comentários: