segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Pra começar a semana!


Divã

Não quero me consultar com você, senhor psicólogo
Que vai denominar o meu medo de fobia
Destilando, em um longo prólogo
Toda a sua sabedoria

Transformando cada traço da minha personalidade
Em uma síndrome complexa
E me analisando desde a mais na tenra idade
Conforme bibliografia anexa

Sabendo sobre toda a minha vida
Sem demonstrar um pingo de emoção
Ouvindo toda a minha rotina
Em cada sessão

Vai saber sobre a minha infância
E os meus amores
Sobre os meus pais
E os meus pudores

Sobre os meus traumas
E anseios
Problemas
E devaneios

Gostos
E preferências
Rancores
E carências

Saberá sobre o meu trabalho
E estudos
Resumindo:
Sobre tudo

Para no final de muitos anos
Depois de muito me ouvir
Dizer que sou apenas um ser humano
Ainda por me descobrir

7 comentários:

  1. Oi Tereza,
    Passei para deixar um beijinho.
    Maria Inês

    ResponderExcluir
  2. ah,ah,ah,adorei o poema..meu marido é psicólogo,,e a gente tá sempre tentando se descobrir...

    ResponderExcluir
  3. ...sensacional, Terezas... descreve perfeitamente essa relação difícil - e muitas vezes necessária - entre "médico" e "paciente".

    ResponderExcluir
  4. Tereza,
    Você perguntou se eu sou da área de Literatura...na verdade sou prof. de inglês, mas tbm amo Lit.Boa sorte com seu MBA.

    ResponderExcluir
  5. Lendo me senti no divã...descreveu muito bem. Te amo, princesa. Bjs Mama

    ResponderExcluir
  6. ei Tereza, estou visitando seu blog, através de um amigo, Sergio coiffer, e achei legal este poema sobre psicologo, tomei a liberdade de copiar e colar no meu blog. uma vez que sou terapeuta. espero que nao se incomede com a invasão.
    obrigada desde já

    sueli
    www.terapeutasistemica.blogspot.com


    Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009
    Pra começar a semana!


    Divã


    Não quero me consultar com você, senhor psicólogo
    Que vai denominar o meu medo de fobia
    Destilando, em um longo prólogo
    Toda a sua sabedoria

    Transformando cada traço da minha personalidade
    Em uma síndrome complexa
    E me analisando desde a mais na tenra idade
    Conforme bibliografia anexa

    Sabendo sobre toda a minha vida
    Sem demonstrar um pingo de emoção
    Ouvindo toda a minha rotina
    Em cada sessão

    Vai saber sobre a minha infância
    E os meus amores
    Sobre os meus pais
    E os meus pudores

    Sobre os meus traumas
    E anseios
    Problemas
    E devaneios

    Gostos
    E preferências
    Rancores
    E carências

    Saberá sobre o meu trabalho
    E estudos
    Resumindo:
    Sobre tudo

    Para no final de muitos anos
    Depois de muito me ouvir
    Dizer que sou apenas um ser humano
    Ainda por me descobrir



    Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009
    Pra começar a semana!


    Divã


    Não quero me consultar com você, senhor psicólogo
    Que vai denominar o meu medo de fobia
    Destilando, em um longo prólogo
    Toda a sua sabedoria

    Transformando cada traço da minha personalidade
    Em uma síndrome complexa
    E me analisando desde a mais na tenra idade
    Conforme bibliografia anexa

    Sabendo sobre toda a minha vida
    Sem demonstrar um pingo de emoção
    Ouvindo toda a minha rotina
    Em cada sessão

    Vai saber sobre a minha infância
    E os meus amores
    Sobre os meus pais
    E os meus pudores

    Sobre os meus traumas
    E anseios
    Problemas
    E devaneios

    Gostos
    E preferências
    Rancores
    E carências

    Saberá sobre o meu trabalho
    E estudos
    Resumindo:
    Sobre tudo

    Para no final de muitos anos
    Depois de muito me ouvir
    Dizer que sou apenas um ser humano
    Ainda por me descobrir

    ResponderExcluir