domingo, 10 de maio de 2009

Platão...

- Você já pensou em abandonar a vida real?
- Sim e como!
- A vida real não é pra você!
- E eu não sei?
- Você e a vida real são duas coisas absolutamente incompatíveis. Contas para pagar, louças para lavar, camas para arrumar, supermercados a fazer...
- Chatos para suportar...
- É, não tem nada a ver com você.
- Não mesmo... Eu queria viver em um filme de Walt Disney...
- Até eu, que sou assim, racional, prático, metódico, às vezes me canso da vida real.
- Jura? Cansa mesmo?
- Canso... Mas tenho uma desvantagem em relação a você...
- E qual é?
- Não tenho afinidade com ficções, manja? Não curto arte abstrata, não leio histórias fantásticas... Não conheço outro mundo que não seja esse, real e concreto, absolutamente sólido.
- Puxa, então você nunca leu Platão, certo?
- Hummm... Platão... Não, acho que não. Por quê?
- Filho de Deus, leia Platão. Sua pobre cabecinha vai dar loopings, se você acha que o mundo em que vivemos é real.
- Sério? Por quê? Não é? O mundo real é o das suas histórias? Dos seus personagens? Dos seus poemas? Em que mundo vivemos então?
- Leia Platão, leia Platão...

5 comentários:

  1. A frase " chatos para suportar" tem certa ironia!! EU NAO SOU CHATAAAA KKKK

    BJSS
    Picc

    ResponderExcluir
  2. Você, por um acaso, possui a pílula vermelha???

    ResponderExcluir
  3. Sen-sa-cio-nal, Terezas...

    ResponderExcluir
  4. quando, dada nossa intervenção, o tempo roubado da vida real passa a ser subproduto da nossa ação? quanto mais escrevemos e emitimos opinião, mais a ficção deixa espaço para guiarmos nosso timão, deixarmos de ser empregado, virando patrão?
    legal então......

    ResponderExcluir